Fluoxetina: saiba tudo sobre esse medicamento

A fluoxetina é um antidepressivo indicado para o tratamento de depressão, ansiedade, transtornos alimentares como bulimia nervosa ou transtorno obsessivo compulsivo, pois atua impedindo a receptação de serotonina. Dessa forma, o medicamento aumenta os níveis de serotonina no cérebro, sendo considerado o “hormônio da felicidade”, o resultado do medicamento é promover sensação de bem-estar.

Para saber tudo sobre essa medicação, como efeitos colaterais, como usar, para que serve, confira esse artigo completo que preparamos para você. Confira!

Fluoxetina o que é?

O cloridrato de fluoxetina, muito conhecido pelo seu nome comercial Prozac, é um medicamento antidepressivo que pertence à classe dos inibidores seletivos de receptação de serotonina (ISRS).

O medicamento é o mais antigo e estudado ISRS, tendo sido lançado em 1987. Ainda, apesar da sua classificação como antidepressivo pode ser utilizada em casos de transtornos alimentares e alguns distúrbios.

Mecanismos de ação:

Assim como todos os inibidores seletivos de receptação de serotonina, a fluoxetina, age diminuindo a taxa de remoção da serotonina na fenda sináptica, área onde esse neurotransmissor exerce suas ações. Portanto, os ISRS fazem com que a serotonina permaneça naquela área disponível por mais tempo para os neurônios, levando a melhora do humor do paciente.

Vale ressaltar que a serotonina é um neurotransmissor, dessa forma está envolvida na comunicação entre os neurônios. Sendo assim, a serotonina atua na regulação do humor, do sono, emoções e apetite. Portanto, os problemas gerados pela baixa de serotonina no sistema nervoso central envolvem depressão do humor, alterações de comportamento e distúrbios de apetite e sono.

Fluoxetina para que serve

Como todo antidepressivo, a principal indicação do medicamento é para o tratamento de depressão, entretanto não é a única. A fluoxetina também é eficaz no tratamento dos seguintes distúrbios:

  • Bulimia nervosa
  • Síndrome de pânico
  • Transtorno obsessivo-compulsivo
  • Transtorno de compulsão alimentar periódica
  • Estresse pós-traumático
  • Transtorno afetivo bipolar
  • Fibromialgia
  • Tensão pré-mentrual

Nomes comerciais

A fluoxetina é um medicamento que possui vários nomes comerciais, sendo eles: Daforin, Depress, Digassim, Fluxene, Prozac, Prozen, Psipax, Psiquial e Verotina S.

Dessa forma, é importante sempre se atentar ao princípio ativo do medicamento para descobrir exatamente do que o mesmo se trata.

No Brasil, o medicamento pode ser encontrado em comprimidos de 10 ou 20mg e em solução oral de 20 mg/ml.

Fluoxetina emagrece?

A fluoxetina pode ajudar sim a emagrecer, pois um dos efeitos colaterais desse medicamento é a perda de apetite, o que pode levar a perda de peso. Entretanto, o mecanismo que o uso da fluoxetina leva para contribuir com o emagrecimento ainda não é muito esclarecida, sendo assim, seu uso não é indicado para emagrecimento e tratamento de obesidade.

Dessa forma, a fluoxetina é um remédio aprovado pela Anvisa apenas para o tratamento a depressão, bulimia nervosa, transtorno obsessivo compulsivo (TOC) ou transtorno disfórico pré-menstrual.

Portanto, esse medicamento só efetivo quando se objetivam tratamentos de transtornos mentais. Ainda, a perda de apetite gerada, quando ocorre, se ameniza no decorrer do tempo, com a adaptação do organismo ao medicamento.

Entretanto, o efeito esperado da serotonina é auxiliar no equilíbrio da alimentação, já que a manutenção do bom humor, costuma levar o paciente a consumir o necessário para de manter saudável.

Concluindo, caso o interesse pela fluoxetina seja o uso como emagrecer, infelizmente o uso não irá trazer sucesso, podendo seu uso equivocado gerar aumento do peso, além do efeito sanfona.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais desse medicamento costumam se manifestar nas primeiras semanas, e são vários.

Isto posto, devido a alteração abrupta dos níveis de serotonina, o organismo necessita de um período de adaptação, podendo variar de pessoa para pessoa, sendo os mais comuns:

  • Perda de apetite;
  • Sonolência;
  • Dor de Cabeça;
  • Insônia;
  • Fraqueza;
  • Ansiedade;
  • Diarreia;
  • Náusea;
  • Dor no estômago;
  • Agitação;
  • Irritabilidade;
  • Tremores;
  • Nervosismo;
  • Retardo na ejaculação;
  • Impotência sexual;
  • Redução da libido.

Dessa maneira, por possuir vários efeitos colaterais indesejáveis seu uso deve ser através de indicação e orientação médica.

Como tomar fluoxetina?

É importante começar esse tópico destacando que o medicamento requer prescrição médica. Dessa forma, pode se iniciar administrando 10mg/dia podendo chegar a dose máxima de 80mg/dia. Para se ter alteração na posologia se faz necessário acompanhamento do paciente, assim como possíveis reações.

Vale ressaltar que esse medicamento não existe interação entre remédio e alimentos, podendo administra-lo a qualquer hora do dia, em dose única ou fracionada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *